Logomarca

Maior feira de peixes nativos de água doce do país chega a MT

O evento abordará questões atuais do setor e terá o lançamento de um Manual de Industrialização do Pescado

DA REDAÇÃO 

O Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, será palco de uma das maiores feiras de peixes nativos de água doce do País. O evento, criado pelo Sebrae, com apoio da Associação dos Aquicultores de Mato Grosso - Aquamat,  será realizado nos dias 13 e 14 de novembro, com uma programação voltada para piscicultores, especialistas e consumidores em geral.

A feira compõe a terceira edição do Seminário de Tendências e Tecnologias na área de piscicultura, que oferece a integração da produção, do mercado, da tecnologia, da sustentabilidade e das políticas públicas. Além disso, nesta edição, o evento traz oportunidades também na gastronomia, no turismo e nos mercados nacionais e internacionais.

De acordo com Valéria Pires, gestora do projeto, trazer um evento desta proporção para Mato Grosso é garantir que o setor produtivo local ganhe visibilidade diante de todo o país. 

“É um momento ímpar para o setor, porque nós fazemos com que todos os olhares se voltem para o nosso estado. Mato Grosso já esteve em primeiro lugar no ranking nacional de produção de peixes. Atualmente, ocupamos a quarta colocação, perdendo por detalhes. Com um evento desta proporção, nós reforçamos o nosso objetivo em busca da primeira colocação. Não queremos ocupar o primeiro lugar apenas em termos de produção, e sim, na possibilidade de exportar para outros estados e, quem sabe, para outros países, levando qualidade e considerando as questões de sustentabilidade, que são muito importantes.” 

A feira terá entrada gratuita e será realizada no período das 12h às 20h. Durante o evento, os participantes poderão acompanhar o trabalho de 37 expositores, dentre eles, os serviços fornecidos pelo Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), que desenvolverá oficinas gratuitas e produzirá pratos à base de peixes.

“São instituições que vão expor maquinários, equipamentos, serviços e fazer a divulgação do seu portfólio. Algumas delas, inclusive, são de outros estados. O evento é importante também para aproximar os clientes porque, geralmente, o contato é feito via telefone ou por e-mail. E, durante a feira, haverá essa possibilidade de conversar pessoalmente e fazer com que esse relacionamento ocorra. Podemos dizer que o principal objetivo do evento é a geração de negócios”, ressalta Valéria.

Seminário traz experiência do Peru

No período das 8h às 18h, acontecerá o Seminário de Tendências e Tecnologias, com conteúdo programático voltado para temas de grande relevância para o setor, como informações sobre o consumo de pescado, a produção dos peixes nativos, os desafios da área e as novas tecnologias que podem auxiliar no trabalho dos produtores. Estarão no seminário consultores da área produtiva, consultores da área de industrialização do pescado e também serão debatidos com os participantes as formas de redução de desperdício e contaminação.

Uma das atrações mais aguardadas do evento é o painel sobre a política de desenvolvimento adotada pelo Peru, com relação a valorização da gastronomia, do turismo e da cultura local. A palestra apresentará novas formas de aproveitar o mercado do peixe e valorizar a produção. 

No seminário, o Sebrae/MT e parceiros aproveitarão para lançar um Manual de Industrialização do Pescado, produzido por meio da contribuição de diversas instituições. A publicação trará informações para os piscicultores, empresários e consumidores sobre as políticas e legislações referentes ao setor.  O conteúdo será entregue durante o evento e também ficará disponível para baixar pela internet.

Inscrições

Para participar do seminário, é necessário realizar o investimento no valor de R$ 100. As inscrições poderão ser efetivadas pelo telefone 0800 570 0800 ou pelo site www.mt.sebrae.com.br.

Para facilitar a participação dos produtores, empresários e consumidores do interior, o Sebrae/MT disponibilizará caravanas que sairão dos municípios de Mato Grosso. O valor da caravana é de R$ 150 e inclui o translado até a Capital, um seguro viagem e a hospedagem. 

Para se inscrever na caravana, é necessário dirigir-se a agência do Sebrae/MT mais próxima. As caravanas sairão de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Juína, Rondonópolis e Tangará da Serra.

Parceiros      

O evento é realizado com o apoio da Agricotec, AMMCO Pharma, AQBITS, Aquabit, Aquamat, Engepesca, Gley Cruz, Kalt System, KeraBrasil, Manso Aquicultura, Multipesca, PAP Rações, Sebrae, Textil Sauter, Trevisan, UFMT, Univag, VB Alimentos e Weemac. 

A feira nacional de peixes nativos de água doce integra as políticas do Sebrae/MT de comprometimento com a agenda 2030 e reforça os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que buscam promover o consumo de água potável e saneamento, o trabalho decente e crescimento econômico, bem como o consumo e produção responsáveis.


PUBLICADA EM: 29/10/2018 15:12:14 | OUTRAS NOTÍCIAS FONTE: MidiaNews

Busca de pacotes

Pousadas em Chapada

As melhores opções de hospedagem com todo conforto que você precisa em Chapada!

Pousadas no Pantanal

As melhores opções você encontra aqui, reserve agora!