Logomarca

Mesmo com inauguração, banho na Salgadeira só será liberado após estudo

Da Redação - Vinicius Mendes

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Mesmo com inauguração, banho na Salgadeira só será liberado após estudo

O ex-secretário adjunto de Turismo, Luiz Carlos Nigro, que é representante do Trade Turístico de Mato Grosso, afirmou que ainda não há previsão para a liberação do banho na Salgadeira, na entrada de Chapada dos Guimarães. A inauguração do Complexo da Salgadeira, para contemplação, deve acontecer ainda neste mês de maio. Já o banho, no entanto, aguarda a realização de estudos, solicitados pelo Ministério Público, para então ser desenvolvido o projeto e realizadas as obras.

Leia mais:
Sedec abre edital para concessão na Salgadeira com aluguel mínimo de R$ 9,6 mil
 
Nigro afirma que antes de poderem iniciar o projeto para o banho na Salgadeira, é necessário cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público. Como os estudos ainda nem foram finalizados, não há previsão para a entrega da obra.

“Neste projeto de banho na Salgadeira, o que acontece, para se fazer o projeto nós temos que cumprir um TAC com o Ministério Público, e eles exigiram uma série de estudos, e eles demandam tempo, um prazo maior para aprovação. Estes estudos estão em andamento”.

O ex-secretário afirma que os estudos são importantes para que a população possa fazer uso do atrativo turístico sem que o Meio Ambiente seja prejudicado.

“Nós temos ali em Chapada dos Guimarães uma área delicada. Queremos que seja feito ali um ordenamento do banho para que se use com consciência, porque a Salgadeira é um patrimônio aqui do Estado, Chapada dos Guimarães é um patrimônio nosso e a gente não pode deixar degradar, destruir. Então a gente pretende fazer os estudos, tudo o que o Ministério Público solicitou, para que possamos ter de novo o banho, mas dentro de um ordenamento”.

A inauguração do Complexo da Salgadeira, para a contemplação, no entanto, mesmo após sucessivos adiamentos, deve acontecer neste mês de maio. O local já apresenta status de obras 100% concluídas. Ao custo de R$ 12,6 milhões, a reforma foi executada pela empresa Concremax Engenharia Ltda. O resgate do local foi possível após formalização de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre o Governo de Mato Grosso e o Ministério Púbico Estadual com homologação do poder Judiciário, no ano passado.
 
Histórico
 
O Complexo Turístico da Salgadeira tem área total de 72,4 mil metros quadrados. O local foi interditado em 2010 por determinação judicial, devido à detecção de vários problemas ambientais, como a disposição de resíduos a céu aberto, causados pela ocupação e uso irregular do espaço ao longo dos anos.
 
As obras de revitalização da Salgadeira foram iniciadas em 2014, com previsão de entrega até a Copa do Mundo e paralisados devido a inconsistências de projeto. Foram retomadas em 2016, mas parada novamente devido ao término do contrato.
 
A responsável por retomar e concluir o projeto foi a Concremax Concreto Engenharia e Saneamento LTDA. O valor global da obra é de R$ 12.637.552,78. O montante é quase o dobro do previsto inicialmente, em 2013, quando o projeto foi orçado em R$ 6,3 milhões. Ao todo, a antiga empresa gastou pelo menos R$ 2,4 milhões.

O projeto para o banho foi anunciado em agosto de 2017, pelo governador Pedro Taques, durante a criação do Conselho Estadual de Turismo. No entanto, ainda não há previsão para a conclusão deste projeto.


PUBLICADA EM: 14/05/2018 12:01:26 | OUTRAS NOTÍCIAS FONTE: Olhar Direto MT

Busca de pacotes

Pousadas em Chapada

As melhores opções de hospedagem com todo conforto que você precisa em Chapada!

Pousadas no Pantanal

As melhores opções você encontra aqui, reserve agora!